Por quê eu teria um Sistema Fotovoltaico?

Um dos principais pontos  é a  Inflação energética

A inflação energética no Brasil nos últimos 10 anos se encontrou acima do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que é considerado o índice oficial de inflação do país. O valor médio de inflação energética nos últimos anos é de aproximadamente 10% a.a.

Impacto na Conta de Energia

Uma UC que tem despesa mensal de R$400,00 relativo à conta de energia. Ao longo de um ano o custo com energia elétrica nesta casa é de: 12 (meses) x 400,00 = R$4.800,00. Inflação energética no Brasil foi de 10% a.a. Fazendo a perspectiva para de 10 anos dentro desta realidade.

Registros de gastos anuais acrescido a inflação energética de 10% a.a.

Ano Valor   (R$)
2017 4.800,00
2018 5.280,00
2019 5.808,00
2020 6.388,80
2021 7.027,68
2022 7.730,45
2023 8.503,49
2024 9.353,84
2025 10.289,23
2026 11.318,15
TOTAL R$ 76.499,64

GASTO UC ANUAL: R$4.800,00 – 10% a.a.
GASTO EM 10 ANOS: R$76.499,64

DIMENSIONAMENTO E ORÇAMENTO ESTIMADO

Desembolso: R$400,00
Energia gasta: 520 Kwh/mês
Potência instalada: 3,26 Kwp
Valor estimado deste sistema: R$21.547,50
Valor pago no 4º Ano: R$22.276,80

Como não é difícil enxergar, vemos claramente que o gasto com energia elétrica, não deve levar em conta somente o gasto mensal. Se formos colocar o gasto anual, o montante será muito maior. E se ampliarmos esse valor ano, após ano, adicionando a inflação energética, vamos ter um valor expressivo ano a ano.
Vendo pela perspectiva do investimento, o sistema se paga em até 04 (quatro) anos. O quê podemos afirmar com isso? Bem, você não ficará totalmente livre dos ônus da concessionária, tendo que pagar taxa pela disponibilidade dos serviços da empresa. Mas a sua conta de energia poderá ter um desconto de até 90% (noventa por centro). Por exemplo: Se você paga R$200,00 de energia, depois do sistema instalado e funcionando, pagará somente R$20,00. Lembrando que este valor mínimo dependerá da taxa de disponibilidade da concessionária.

VOCÊ ESTÁ LIVRE DAS BANDEIRAS TARIFÁRIAS

Você sabe o que é Bandeiras Tarifárias? Não? Então iremos lhe explicar.

É o sistema que sinaliza aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. O funcionamento é simples: as cores das bandeiras (verde, amarela ou vermelha) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade. Com as bandeiras, a conta de luz fica mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente.

A partir de 2015, as contas de energia passaram a trazer uma novidade: o sistema de Bandeiras Tarifárias.

O sistema possui três bandeiras: verde, amarela e vermelha – as mesmas cores dos semáforos –  e indicam se a energia custa mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade:

Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;

Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,020 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos;

Bandeira vermelha – Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,030 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Bandeira vermelha – Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,035 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

O sistema de bandeiras é aplicado por todas as concessionárias conectadas ao Sistema Interligado Nacional – SIN, conforme figura abaixo. A partir de 1º de julho de 2015, o sistema de bandeiras passou a ser aplicado também pelas permissionárias de distribuição de energia.

Fonte: Aneel – http://www.aneel.gov.br/bandeiras-tarifarias

 

Mas afinal, o que é Energia Fotovoltaica?

Energia fotovoltaica é a energia elétrica produzida a partir de luz solar, e pode ser produzida mesmo em dias nublados ou chuvosos. Quanto maior for a radiação solar maior será a quantidade de eletricidade produzida.
Quanto mais informaçõs você buscar a respeito da energia fotovoltaica, você ficará capaz de identificar e escolher qual sistema mais se adequa às suas necessidades e assim por fazer a melhor opção para sua residência e/ou seu negócio.

Para início de conversar, temos que ver importantes conceitos que irão lhe direcionar nesse mundo das energias renováveis, em especial analisaremos e nos aprofundaremos no mundo fotovoltaico.

Quem capta a energia solar?

Painéis solares fotovoltaicos são dispositivos utilizados para converter a energia da luz do Sol em energia elétrica.

Insumos Utilizados na Fabricação do Painel Solar Fotovoltaico (materiais usados).

Como funciona um Sistema Fotovoltaico?

Bem, basicamente exitem dois sistemas de alimentação fotovoltaica bem definidos, Off-Grid e On-Grid. No quadro, podemos identificar as principais características dos dois sistemas.

 

 

 

 

 

Sistema Off-Grid

Estes Sistema de Energia Fotovoltaica é isolado da rede (concessionária), ou seja, a residência ou o comércio que estiver instalado em suas dependências um sistema on-grid, não necessitará da energia fornecida por empresas de eletricidade.
Vale lembrar que são sistemas de uso específico, pois sua alimentação dependerá unicamente do armazenamento da energia carregadas em baterias estacionárias, que durante o dia são carregadas pelos painés solares do sistema.
Indicamos estes sistemas para locais isolados, longe dos centros urbanos, onde a energia elétrica ainda não chegou. Importante ressaltar que atualmente as baterias estacionárias são muito caras, e altas cargas precisaria de uma grande quantidade de baterias. Lembrando que as baterias não tem alta durabilidade, muitas vezes inviabilizando a implantação do sistema.

Sistema On-Grid

Sistema mais adequado às situações residenciais e comerciais. Mais viável economicamente do que o sistema Off-Grid, a principal característica do sistema é a conecção com rede da concessionária. Isto permite ao usuário fazer uso de ambos os sistemas, onde toda energia fica concentrada e distribuída no Quadro de Distribuição de Circuito.
Para a implantação do Sistema On-Grid, precisamos da autorização da concessionária, pois faremos uso do sistema elétrico deles. Toda energia produzida pelo sistema do usuário será jogado na rede, que a residência/negócio poderá fazer uso ou não. Se no final do mês o sistema produzir mais do que o usuário consumir, a diferença positiva ficará por 60 (sessenta) meses para ser utilizado pelo usuário, caso necessite. Ressaltamos que você não comercializa estes créditos, mas empresta a concessionária e posteriormente você poderá requisitá-los.